O Masculino Curado e os Arquétipos do Sagrado Masculino I

O Masculino Curado e os Arquétipos do Sagrado Masculino I

O termo ‘Masculino Curado, ou Amadurecido’ pressupõe
obviamente que há um masculino que lhe seja o oposto , isto é,
o que denominamos “masculino tóxico”, ou ainda “masculino
imaturo”.
“O traficante de drogas, o líder prepotente, o alcoólatra, o
homem que bate na mulher, o chefe que humilha funcionário, o
político corrupto , o jovem arrogante que não respeita ninguém,
o membro da gangue, o drogado, o promíscuo, o marido infiel, o
homem que se submete, o capacho, o pai que não educa os
filhos, que nunca encontra tempo para participar da reunião dos
filhos na escola, nunca encontra tempo para sair e compartilhar
a vida com os filhos, etc.....”
Todos esses exemplos e muito mais, compõem uma extensa lista
do masculino tóxico, isto é, do homem que não está em sintonia
com seu propósito real na vida. São exemplos de quem se
desviou do que é exercer o papel do Homem Autêntico.

Na canção “O Estrangeiro” , Caetano Veloso menciona:
“O certo é o macho adulto branco sempre no comando,
riscar os índios, nada esperar dos negros.”

O masculino tóxico deriva dessa cena primária de que há alguém
que manda, e este é o adulto macho branco. Essa é a crença
essencial da toxidade do masculino. Crença consciente ou
inconsciente que pode ser compartilhada por homens e
mulheres. E parece que na América Latina, ( no Brasil
certamente) uma grande parte (maioria talvez) de homens ( e
mulheres) está fixada nesse nível imaturo de desenvolvimento
consciencial.
O homem quando identificado com o masculino tóxico não sabe
pra onde vai. Pode ser injusto, violento, abusivo e prepotente;
num lado da balança, e do outro, também perdido e longe do
seu propósito, mas aí é o homem abatido, sem vitalidade,
sentindo-se derrotado, que se deixa humilhar, envergado pelo
peso da vida. O que escraviza ou o escravizado. Ambos extremos,
representam a toxicidade das relações.
O homem autêntico vive a vida que escolheu viver, com
integridade e equilíbrio. Esse homem integral está
espiritualmente vivo, coração presente e aberto para a
espontaneidade da vida. E está comprometido em viver a
verdade. Persegue um Propósito superior. Está a serviço desse
Propósito. Representa em grau relativamente adequado os
arquétipos do Sagrado Masculino, está em ordem com os
aspectos equilibrados do que Carl Gustav Jung classificou de
“ânimus” e “ânima.”

Alguns dos controversos psicoterapeutas junguianos, como
Deida, Moore, e outros, exploram os pontos importantes da vida
de um homem : trabalho , família, amor , intimidade e
espiritualidade. Abordaremos aspectos desses estudos na

palestra “O Masculino Curado – Os Arquétipos do Sagrado
Masculino.”

Em adianto , algumas observações dos autores mencionados:
“Viva plenamente. Conheça seu propósito. Ofereça seu dom, o
dom que nasceu com você. Escolha dentre os seus colegas,
aqueles que serão seus amigos. Seus amigos verdadeiros, e seja
leal a eles. E lembre-se: nunca traia seu propósito, nunca traia a
sua alma, senão ela se vinga.”



Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!