A BUSCA POR SIGNIFICADO E AS BOAS COMPANHIAS

A BUSCA POR SIGNIFICADO E AS BOAS COMPANHIAS

Vivemos um período de inquietação e mudanças. Muito comum nos pegarmos vivendo de uma forma automática cumprindo  um dever  que a sociedade espera que cumpramos, mas nem sempre estamos firmemente convictos de que aquele estilo de vida que escolhemos de fato atende nossa necessidade de sentido. 

Aliás, escolhemos mesmo viver como vivemos? Ou quando percebemos, quando lançamos um olhar inteligente sobre nós mesmos, nos damos conta de que nem sabemos por que estamos fazendo  ou sendo assim?

Num verdadeiro clássico da música popular brasileira (composição de Carlos Cola e Gilson), em Verdade Chinesa, Emílio Santiago canta:

Muita coisa a gente faz/ Seguindo o caminho /Que o mundo traçou /Seguindo a cartilha/ Que alguém ensinou /Seguindo a receita Da vida normal... /Mas o que é Vida afinal?

Para quem ingressou na sua jornada pessoal de realização num nível mais aprofundado da existência, essa reflexão em algum momento terá de vir à tona. 

Numa outra canção filosófica, composta por Caetano, Gal Costa canta: “Vaca profana põe teus cornos pra fora e acima da manada.” Esse é o momento que lançamos esse olhar inteligente que questiona: quem sou eu no mundo? Que faço aqui? Quem está a meu lado nessa viagem? E para quê?

Então nasce a filosofia , questionando o corpo  no mundo. E a consciência que se pensa a sim mesmo. O yoga é a união de todos os significados: a potência do corpo, a vitalidade da respiração, a profundidade da mente, a conexão com a Natureza e o Propósito superior. 

Sem dúvida vivemos num mundo em alienação. Na psicologia se diz que se está alienado quando se está apenas seguindo o fluxo da existência de massa, de forma mecânica e automática, sem autorreflexão. Quando vamos seguindo um a vida, mas sem muita consciência de para onde isso nos levará como almas viventes dentro de um Cosmos. E por isso há violência,quando nossas frágeis convicções começam a ruir. 

Quando o erro começa a brotar de nossas escolhas, a insatisfação vai ficando mais pesada por um estilo de vida alienante. Esse ser alienado, então , se revolta. E a culpa sempre será do outro. A solução também é fácil: é só cancelar, eliminar o outro. A culpa está ali. Esse mundo dual e simplista tem soluções fáceis pra tudo, não precisa muito pensar. Nesse mundo conceitos éticos e filosóficos são desnecessários.  Claro, as soluções são tão fáceis quanto falsas. Mas por esta causa se pode declarar uma guerra!É claro ! A culpa é do outro!

Esse é o estado psicológico de um ser emocionalmente desestruturado. Ele não está conectado com o Cosmos. Está fragmentado em suas escolhas. E precisa desesperadamente fazer vigorar a verdade da bolha em que vive – uma verdade que não existe para além de suas crenças pessoais. Mas no estado profundo de ignorância existencial não consegue sair daí e se lançar na Jornada da Existência. Encontramos aí aquele raciocínio espetacular que Shakespeare escreveuatravés de Hamlet:

“Eu poderia morar na casca de uma noz,

E ainda assim me considerar o Rei do Universo inteiro.”

Edinger em seu “Ego e Arquétipo” indica:

No momento presente, os que temconsciência do problema se veem obrigados a empreender sua própria busca individual de uma vida significativa.” 

A busca de significado é sempre individual. Mas não prescinde de auxílio. A jornada é solitária, mas sempre se encontram sábios ,mestres e amigos verdadeiros pelo caminho. 

A realização no último instante é um passo solitário: você salta sozinho no seu abismo interior. Ou nas palavras de Jesus: “O amigo do noivo se alegra, mas quem tem a noiva é o noivo.”    (JO 3:29)

O Budismo e o Yoga , ainda que sejam vias silenciosas, solitárias, ainda assim ensinam o conceito de   Sangha – o que quer dizer - é  necessário ter boa companhia. Escolha os bons amigos com quem você gostaria de participar dessa jornada vivência.

Num livro de Herman Hesse um soldado pergunta ao outro:

- Quem estará ao seu lado na trincheira? 

Ao que este responde perguntando:

- E isso faz diferença? 

O primeiro soldado então diz

-Mais do que a própria guerra!

 

 

Denilson A. de Sant’Ana

Psicoterapeuta

Terapias on-line 11 967394416)

No Youtube: denilsonkrishna



Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!